quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Utopia

À Christa Wolf, in memoriam 01/12/2011

Não mais além do que fraca lembrança
Daquela ternura ao se falar de coisas graves
Das bandeiras utópicas que fizemos tremular
Nas tardes de ventania e revoluções

Não mais do que fraca esperança
De ternas palavras aos que precisam
Porque são tantos os que pedem
Suave vento para soprar suas feridas

Não. Tudo foi varrido para os cantos
Os sonhos estão debaixo do tapete
E os hipócritas vestem-se de vermelho

Não. Minhas palavras não vão além do canto
Que espera outra partitura mais verdadeira
Para a revolta do homem escravo do homem.

2 comentários:

José Fernando Nandé disse...

Socialista e feminista, morreu em Berlim em 01/12/2011. Veja biografia:

http://www.dw-world.de/dw/article/0,,15571009,00.html

Ana Coeli Ribeiro disse...

"Porque são tantos os que pedem
Suave vento para soprar suas feridas"
Tão lindo e tão tocante seus versos...Ela merece!
Luz!
Ana