quinta-feira, 16 de agosto de 2012

O que disseste de meus olhos

Os teus olhos são segredos
Guardados em mares escuros
Abismos cheios de vales
Por onde caminho e me procuro

Tão grande em dissimulações
Há neles uma paisagem
Tão fria, tão calculada,
Que me sinto nela espelhada
Apenas como útil miragem.

Um comentário:

iara vilella disse...

Nandé, lindos esses olhos misteriosos. iara