quarta-feira, 1 de junho de 2011

Batom vermelho

Que frio, minha flor!
Chegue aqui mais pra perto
Que é pra modo de esquentar
E esquecer os tormentos.

Hoje não saio das cobertas,
Nem penso em trabalhar,
Aquecido pelos seus carinhos,
Vou ficar de papo pro ar.

Ligue para o escritório,
Diga que estou indisposto
Com o ruim que a vida obriga,
Com a amargura que marca o rosto.

Diga que quero ser feliz
Nos abraços de minha amante e amiga.
Chega pra perto, minha querida,
Hoje não trabalho não:
Um anjo me deu esse conselho,
Ficar em casa e descobrir
De sua alma seus segredos
E por que você teima em dormir
Enfeitada de batom vermelho!

2 comentários:

ana coeli disse...

"Ficar em casa e descobrir de sua alma..." Lindo!
Luz
Ana

Virginia Finzetto disse...

Geou? Essas farpas de fundo... ai!
abs